Sexta: E aí o que você está lendo?

Olá! E mais uma sexta para a alegria do povo e é a última do mês. Vem dezembro logo, melhor mês EVEEER. (Quero muitos livros de Natal e de Niver iuhuul \o ) Hoje trago novamente a pergunta: O que você está lendo? Eu no momento comecei  a ler despertar e surpreendentemente estou gostando!!!

Comprei esse livro por OLHO, pois estava suuuuper barato numa das promoções bombásticas da Submarino. Depois que comprei resolvi ler a sinopse (ah loca dos livros) Achei interessante, mas não sabia se iria me agradar essas coisas de mar, oceano (não sei nadar oeeee), mas até então, o livro está agradável, cheio de mistério que me faz querer ler o livro mais e mais e mais. Esses dias fiquei até a 1:00 da manhã lendo, só parei por causa do horário mesmo. Bom chega de blablabla e bora ler a sinopse para ver do que se trata do livro. Breve minha opinião sobre o livro.

Sinopse-DESPERTAR- Série Watersong- Vol.1- Amanda Hocking
Na pequena cidade litorânea de Capri, as turistas Penn, Lexi e Thea conseguiram chamar a atenção de todos, seja pelo fascínio ou pela apreensão. Tudo o que se sabe é que por onde passam existe uma energia no ar, algo sobrenatural, e que as garotas estão interessadas em ter a jovem Gemma em seu grupo. Gemma parece ter tudo, é uma nadadora incrível, está começando a namorar seu amigo de infância e se prepara para competir nas olimpíadasno futuro. Aos 16 anos, Gemma sabe que é feliz. Mas quando Penn, Lexi e Thea se interessam por ela, tudo fica prestes a mudar. Sua irmã Harper percebe que há algo de estranho com as garotas, mas será tarde demais para alertar Gemma? A autora fenômeno Amanda Hocking chega ao Brasil com mais uma saga eletrizante, prendendo o leitor do começo ao fim em uma história em que nada é o que parece. A canção do Oceano está chamando.

Verão: Cenas de uma vida na província

Oi gente. Depois de muito tempo, consegui terminar o livro de Coetzee. Bom, é difícil expressar o que eu achei sobre o livro, pois eu tive que ler para a faculdade, então soube com antecedência algumas coisas que me fizeram desandar na leitura.

Sinopse:
Nesta obra de extrema originalidade, um jovem biógrafo inglês trabalha num livro sobre o falecido escritor Nobel de Literatura John Coetzee. O seu projeto é concentrar-se nos anos entre 1972 e 1977, época em que Coetzee, então na casa dos 30, compartilhava com o pai viúvo uma degradada casa rural nos arredores da Cidade do Cabo. Finalista do Booker Prize 2009.

O livro é uma autobiografia, no qual Coetzee (o autor) utiliza, diversos personagens para falar a seu respeito. O interessante é que as pessoas que são entrevistadas, geralmente só falam coisas negativas a seu respeito como: comentários da sua sexualidade e até complementando que ele é um assexuado, que não trabalha, não casou, enfim... Como eu tive que ler para a faculdade, eu fiquei tentando ler entrelinhas sabe?! Eu ficava, hmmm o que será que o autor quer dizer com isso? Será que isso realmente aconteceu? Alguns relatos no livro, realmente acontecerem, como o Apartheid, aliás o livro todo se passa na África em diversas localidades.
A autobiografia começa com alguns de seus rascunhos, no começo realmente não entendi muito bem, até pensei em desisti da leitura, mas prossegui. Então começa a entrevista com Júlia, depois Margot, Adriana (brasileira, no qual vale salientar que Coetzee acha o Brasil um país evoluído que não tem racismo, pobre ingenuidade) Martin e Sophie. Cada um desses personagens vai relatar sua visão de Coetzee, mas não se animem, pois são relatos diferentes, geralmente esses personagens falam coisas negativas. E a pergunta que fica, como ele faz uma autobiografia para falar mal de si mesmo? Ou realmente ele é um "babaca" ou realmente é um mestre na escrita, ou digo mais, tudo que está escrito é ficção, não é verdade.
Recomendo para quem gosta de biografias, pois esse livro é bem diferente de tudo que já li. Não consigo desenvolver mais, pois se começar a relatar vai ter muito spoiler.

Selo: Um Laço Incentivando à Leitura

OI gente! Hoje quero compartilhar esse selinho, pois estou piraaaando com a facu l(tenho que fazer 2 artigos, terminar o relatório de estágio e ainda prova a semana inteira).  Só postando no blog mesmo para me distrair e aliviar a tensão. (Acho que tenho mais alguns memes para fazer, então posto amanhã).
Então vamos lá.... Recebi esse selinho, da minha parceira e querida Jéssica do Blog Leitora Sempre, nem preciso dizer que adorei né?! Além dela, recebi, também da fofísssiiiiima Yasmin do blog Deitados na Grama. Meninas vocês são demais :D



Essa Campanha foi iniciativa do blog Grobsch e pela  Irinia Zachello.
Regras:
-Postar a imagem com o laço acima;
-Indicação de 10 blogs;
-Não oferecer o laço "a quem quiser pegar" sem indicar os blogs primeiro,porque assim a distribuição ficará contida a um número menor de blogueiros.
-Poucos acabam espalhando o meme sem receber indicação;
-Avisar os blogs sobre o Meme;
-Responder a pergunta: "Qual livro você indicaria para uma pessoa começar a ler"?
Qual livro você indicaria para uma pessoa começar a ler?


Bom primeiramente para começar uma leitura, eu acredito que teria que ser um livro curto, não muito longo. Então decidi escolher Chantilly. Primeiramente por ser uma obra brasileira (vamos vamos valorizar o que temos né?!). Além da leitura ser rápida contém muito suspense, mistério que te faz engolir o livro. Li em aproximadamente 2 horas por aí. Acredito que esse livro seja universal, não tem aquela coisa de nhemnhemnhem de "gurias" e nem algo tão fantástico para os "guris". Então boa leitura e divirtam-se.

Blogs Indicados:
1-Poesias Prosas e algo mais
2-Blog do Balaio
3-Seguindo o Coelho Branco
4-Platão OnLine
5-Assunto Sobre Livros
  6-Corações de Neve
     7- Sete vidas
        8- Best Therapy
            9-Segredos entre amigas
                     10- Sweet Livros

TAG 6 Livros Clássicos

Oi Gente. Hoje trago a Tag da queridissssssima Fran do Blog Poesias, prosa e algo mais. Ela foi muito criativa ao criar essa tag e realmente me chamou muita a atenção. Ela fez em vídeo (Link), só não fiz, pois meu namor não está mais aqui, ele ia me dar uma mãozinha.

Meus 6 livros clássicos são:

1: Romeu e Julieta
Li nessa versão bem antiga, pois há muitas releituras e essa segue a original. Confesso que no começo não entendi, achei o vocabulário complicado, até por que é uma peça e na época não conhecia muito esse estilo de escrita, mas conforme vai passando as páginas, mais a obra consegue te cativar, te envolver. Não chorei com a leitura, mas com o filme eu tive algumas emoções (Leonardo Di Caprio seu lindo e muito jovem hehehe). Acredito que todos conhecem a história desse amor proibido.
O filme é antigo, mas vale muito a pena ler o livro e ver o filme, pois  em alguns momentos o filme fugiu da realidade da obra. Recomendo muito esse clássico. É lindo.
Trailer do Filme:
Romeo + Juliet





2: Concerto Campestre
Li esse livro para a escola (oeeee faz tempo). Aquela coisa, li obrigada para fazer um trabalho, mas mesmo assim, achei a história maravilhosa, muito criativa. Esse livro fala nos mostra  Lira Santa Cecília era o maior orgulho do Major da Guarda Nacional Antônio Eleutério de Fontes. Em meados do século 19, nas fronteiras vazias do pampa, um poderoso estancieiro mantinha uma orquestra particular. E entre a criadagem, o vigário, parentes e poucos amigos do vilarejo próximo à estância, ele ouvia, embevecido, os músicos executarem delicadas melodias para o seu deleite. Nesse clima mágico e insólito, o leitor se envolve num trama de suspense, na história do romance maldito entre o Maestro – mestiço e sedutor – e a bela Clara Vitória, única filha do estranho Major. Vale a pena conferir.

Assim como o livro anterior, também tem um filme da obra.
Trailer do filme:
Concerto Campestre



3: Dom Casmurro
Quem não leu Dom Casmurro, não sabe o que é um livro "doido", digo isso, pois logo no primeiro capítulo diz: "Não consultes dicionários, Casmurro não está aqui no sentido que eles lhe dão, mas no que lhe pôs o vulgo de homem calado e metido consigo. Dom veio por ironia, para atribuir-me fumos de fidalgo" . Depois dessa só tenho uma coisa a dizer: LEIAMÉ uma leitura agradável(tive que ler para o vestibular, mas mesmo assim fluiu bem), mesmo com o personagem meio problemático. 
Sinopse no Skoob
Dom Casmurro






4:Madame Bovary
Noossa! Esse livro foi demais. Li ele na faculdade. No começo não entendia a Bovary, mas depois ela se tornou praticamente uma heroína pra mim. O romance conta a história de Emma, uma mulher sonhadora pequeno-burguesa, criada no campo, que aprendeu a ver a vida através da literatura sentimental. Bonita e requintada para os padrões provincianos, casa-se com Charles, um médico interiorano tão apaixonado pela esposa quanto entediante. Nem mesmo o nascimento da filha dá alegria ao indissolúvel casamento ao qual a protagonista se sente presa. Emma, cada vez mais angustiada e frustrada, busca no adultério uma forma de encontrar a liberdade e a felicidade. Apesar da intensa procura de uma vida digna, e o fato dela não se dar valor, dificilmente consegue sentir-se satisfeita com o que é e o que tem. É um livro que realmente vale a pena ler,com esse livro você vai sentir emoções diversas.

Trailer do filme:
Madame Bovary (achei esse interessante, pois os outros são franceses).

5: Triste fim de Policarpo Quaresma
Bom, esse livro foi amor e ódio. Já tinha lido para fazer o vestibular e não tinha gostado muito, parei na metade. Chegando na faculdade, tive que ler novamente. Num primeiro momento não gostei nenhum pouquinho da ideia, mas depois o livro realmente me conquistou. É um livro polêmico, pois revela o patriotismo de Quaresma. Ele acreditava que nós deveríamos falar Tupi, prosseguiu com essa ideia, levando essa ideia até para as autoridades. Após foi motivo de risos e levado ao hospício. Depois de passar algum tempo lá, foi para o interior, comprou algumas terras e  resolve transformar seu sítio em sede da reforma agrária. Apóia o marechal Floriano na Revolta da Armada mas é ignorado, acabando preso e fuzilado. Uma sátira impiedosa do Brasil burocrático, atual e reconhecível apesar de referir-se a um momento histórico marcante.

Trailer do filme
Triste Fim de Policarpo Quaresma (não encontrei o trailer, só o filme completo, se alguém se interessar aí está).

6: Iracema
Acho que todo mundo um dia já ouviu a famosa frase: "A virgem dos lábios de mel". O romance conta, de forma poética, o amor quase impossível entre um branco, Martim Soares Moreno, pela bela índia Iracema, a virgem dos lábios de mel e de cabelos mais negros que a asa da graúna e explica poeticamente as origens da terra natal do autor, o Ceará. Confesso que achei um pouco triste, sou a favor do romance e de finais felizes. No livro, Iracema abandona sua tribo, tornando-se esposa do inimigo de seu povo. Quando mais tarde percebe que Martim sente saudades de sua terra e talvez de alguma mulher,Iracema começa então a sofrer. Nasce, então o filho do casal enquanto Martim está lutando em outras regiões.(não posso contar por que eu acho que é spoiler.

Espero que tenham gostado e se quiserem façam a Tag da Fran (dando créditos a sua criatividade).

Marcadores *.*

Oi gente. Hoje quero compartilhar meu amor obsessivo compulsivo por MARCADORES. Não tenho muitos, mas os que tenho me fazem BABAR.

Esses são meus preferidos





Snoopy é meu xodó.

Esses são fofos
Esse marcador é de imã; uma graça, geralmente uso na minha agenda.

Bom espero que tenham gostado, tenho mais alguns marcadores, mas são mais simples e não são tão lindos quanto esses.

Divulgando...


Oi Gente, hoje trago para vocês uma novidade da Editora Selo Jovem. Os livros de Esteros, O inicio da esperança, do autor Aldemir Alves, será um dos primeiros lançamentos, Selo Jovem. Aldemir, conta com o primeiro capitulo publicado, a obra esta sendo comercializada em grandes livrarias do Brasil.


Abaixo algumas informações sobre os livros do Aldemir:


As crônicas de Fedors:
Foram cem anos de paz, até que um erro; destruiu um século de abstinência. Seria incorreto esconder de seus filhos, que vivemos em um mundo desumano? - Mussafar cometeu tal erro, e pagou caro por ele! - Até quando, alguém que amamos pode ignorar os nossos sentimentos? - Essa poderia ser a pergunta de Vamcast ao seu pai, mas ele nunca a fez. Talvez o garoto fosse tímido, ou talvez, temesse uma reprima que poderia marca-lo ainda mais... - O seu irmão “Andor” era sim o predileto, mas a sua inocência saberia diferenciar a afetividade de seu pai por si? - Com certeza, Não... Nasce um universo, e também um mal. A humanidade surge em paz e o criador cuida muito bem das suas "criaturas". Fatalmente o mundo precisou ser destruído, uma nova nação renasce dando origem aos seres mortais. Os mortais são um legado dado aos deuses, para que seja cultivado e viva em paz. A história começa após a discórdia que deu origem ao Big-Bang. Vamcast, um elfo de origens brancas, se mostra um rapaz tentado ao poder, e atrai o mal para a sua vida se tornando um demônio assassino. Seu irmão caçula se torna a única esperança do mundo. Ele terá que matar o seu próprio irmão em combate, e só assim libertar o seu mundo fadado à destruição.


O início da esperança:

O livro 2° da saga Esteros, será publicado pela Selo Jovem. Esse segundo capitulo, inicia-se quando o primeiro termina, então, quem ainda não leu o primeiro livro, deve ler, para que entenda a história de uma forma correta. No segundo capitulo, Andor, terá  grande destaque, e um grande exército estará ao seu lado. A luta pela liberdade dos homens, vai começar...

Sinopse:

Livro 2 - Depois do desastre ocorrido na família Destrus, Andor foi salvo por Morteros, um semideus, encarregado de auxiliá-lo na luta pela liberdade do seu mundo. A batalha pela liberdade dos homens vai começar. “O joio jamais poderá misturar-se ao trigo”. Formando um grupo de soldados, a esperança dos homens ressurge novamente. Andor estará preparado para lutar contra a tirania do próprio irmão? "Será preciso muita audácia para enfrentar os nossos inimigos, porém muita coragem, para defendermos os nossos amigos."



Aprecio

Oi gente! Hoje quero mostrar o que eu aprecio aqui no Sul, mais especificamente, escritores. Na verdade, gosto mais de suas crônicas, acho muito interessante o modo como esses dois autores escrevem. Bom, um é o Juremir Machado, ele é bem conhecido, pelo menos na minha cidade. Escreve muito bem, principalmente relacionado ao cotidiano, fazendo algumas reflexões. Ele geralmente escreve para um jornal daqui, mas se vocês se interessarem tem o blog dele AQUIAlém disso, temos a queridiiissima Martha Medeiros, que escreve, também para um jornal daqui. Normalmente seus textos são mais "românticos", mais para o lado sentimental, de reflexão e de auto-ajuda ás vezes. 
P.s.: Procurei um site dela, mas não encontrei, caso alguém encontre mande para eu compartilhar com vocês. Para quem ficou interessado, tem vários textos, crônicas, frases dela na internet (google it). Ela até tem um blog, mas está muito abandonado, mas caso tenham interesse CLICA AQUI.
E para não ficar no blábláblá. Lá vai uma crônica do querido Juremir Machado:

Histórias da Feira do Livro

Postado por Juremir em 10 de novembro de 2011 - Literatura
Metido à besta, falei para todo mundo assim: meus livros podem ser encontrados em qualquer livraria e nos melhores estandes da Feira.
Comecei até a me irritar com a tradicional pergunta: “Onde encontro teus livros?”
Ficava com vontade de responder na bucha: “Nas padarias”.
Minha educação superior, padrão inglês  “falquejado” em Palomas, sempre me impediu de ser franco a esse ponto.
Quem sabe um dia…
Para evitar frustrações, andava pela Feira de cabeça baixa.
Para não ver se meus livros estavam de fato disponíveis.
Aí aconteceu o inevitável.
Um leitor me procura indignado.
Tentou comprou um livro meu.
Esteve em todos os estandes da Feira.
Não o encontrou.
Foi às grandes livrarias.
Não o encontrou.
Recomendaram que encomendasse.
Uma das mega pediu tempo para trazer um exemplar de São Paulo.
Não havendo jeito, aceitou.
Quem manda querer livro meu.
Vem três ou quatro de cada vez para não encalhar.
Vez ou outra, quatro malucos decidem comprá-los.
Aí falta.
Como se sabe, santo de caso não faz milagres e escritor caseiro não vira best-seller.

Meme

Oi gente! Hoje eu trago mais um meme, esse eu recebi da queridíiiissima Paola do Plantão Online. Adorei o meme e mais ainda em saber que ela acompanha o meu blog ^^




As Regras são:

1. Escrever 11 coisas sobre mim;
2. Responder as 11 perguntas que a pessoa que lhe mandou o meme e criar onze novas perguntas para quem irá mandar;
3. Avisar aos blogs escolhidos;
4. Não retorne o meme para quem te enviou;
5. Postar as regras.

Vamos as 11 coisas sobre mim:

1-Não consigo ficar um dia sem doce
2-Fico toda boba/contente quando escrevem/falam que acompanham meu blog
3-Tenho muita preguiça
4-Já quis sair de casa
5- Não gosto de chorar
6-Tenho muita paciência, mas menos para filas
7-Jogava futebol
8-Tenho o péssimo hábito de querer que tudo saia do jeito que eu quero
9-Não sei fazer dieta hahahaha :(
10-Não gosto de cebola
11- Tenho medo de raios

Agora as 11 perguntas:

1) Se pudesse ser um personagem, qual seria?
Elizabeth de comer, rezar e amar

2) Se a sua vida fosse um livro, como se chamaria?
A vida como ela é

3) Uma trilha sonora para a sua vida?
Essa é difícil, pois depende do momento.

4) Um lugar inesquecível? 
Praia com o namor *.*

5) Um livro marcante?
Comer, rezar e amar.

6) Um autor que é simplesmente ótimo?
Nicholas Sparks.

7) Uma frase que você sempre se inspira nela?
Voe alto.

8) Um exemplo em sua vida? (pessoa)
Papito

9) Um livro que você indicaria para todos?
O Diário de Anne Frank *.*

10) Qual a melhor editora?
Não sei, acho que não tenho a the Best.

11) Deus para você é?
Meu amigo, confidente e tudo o que há de mais belo em minha vida.

É isso! Como já tinha respondido a esse meme, não fiz as perguntas, mas quem quiser responder está AQUI

Divulgando ideias geniais

Oi gente. Como vocês sabem sou viciada em livro e eu estava na internet e achei esse site. O Better World Books é um site que reúne livros novos e usados em bom estado de conservação, os vende a preços justos e envia pro mundo todo sem cobrar frete (há a opção de pagar U$0,05 pelo frete livre de carbono). De quebra, sempre que um livro é vendido, outro é doado a uma criança carente em qualquer lugar do mundo. Ou seja: você paga pouco, evita o desperdício de papel e energia, e ainda por cima contribui com projetos de alfabetização. Melhor impossível 

Achei a ideia incrível, mas infelizmente ainda não testei, não tenho mais cartão; caso alguém compre, avise-me, pois eu acho que é confiável. Estas ideias poderiam ocorrer aqui no Brasil né?!

Entrevista com Lilian Reis

Oi gente. Hoje trago para vocês uma entrevista que a Lilian Reis me enviou. Bora conferir.


1. Quem é a Lilian Reis? 
Sou uma apaixonada por leitura e escrita, cinéfila assumida e louca por rock anos 80 e 90, séries de TV?, todas. Também gosto de pop americana por influência de meus filhos. Sou mãe e esposa apaixonada. Uma das coisas que mais gosto de fazer é me reunir com minha família. Pai irmãs, sobrinhos e participar de “momentos bobeira”, rrsrs. Nesses momentos me liberto, deixo a minha palhacinha interior se aflorar, e estes, são os momentos mais divertidos que passamos juntos. Deus me presenteou com uma família abençoada.
2. Como surgiu sua paixão pela escrita? 
Bem, primeiro tenho de falar da leitura. Esta surgiu em minha vida quando ainda tinha 13 anos, e, ao contrário de muitas pessoas, ninguém me influenciou. Ao passar em frente a uma banca de jornal e revistas vi um livro, o qual tinha uma capa linda, é claro, um casal apaixonado. Rsrsr. Comprei o livro e a partir daí não parei mais de ler.
Escrever foi apenas uma questão de tempo. Resolvi colocar no papel o fruto de minha imaginação muiiito fértil escrevendo bilhetinhos, diários, cartas de amor e é claro, para a escrita criativa foi um pulinho. Lendo os livros de romances eu me teletranportava para aquela história e criava assim a minha própria história. Passei por esta etapa e, meio que... me esqueci dessa paixão. Casei-me e fui trabalhar num jornal aqui de Belo Horizonte.
Tempos mais tarde, após ver meus filhos já crescidos bateu aquela vontade de estudar, fazer algo bacana. (Este, era um sonho antigo.) Aí, resolvi cursar Letras. Foi nessa ocasião que me identifiquei ainda mais com a escrita. Escrevia deitada, sentada, de qualquer maneira no quintal, na casa de meu pai, e o mais engraçado, levava minhas ideias até para o banheiro. Rsrsr. É claro que eu escrevia era “top secret”, tinha vergonha de mostrar para as pessoas minhas ideias, meus delírios. Somente após receber palavras de incentivo de um professor – Prof. Dr. e também escritor, Luíz Roberto Wagner –, é que tive vontade de mostrar aos colegas de faculdade, que logo me encorajaram a ir fundo nessa profissão.
Tinha medo de ser criticada. Entretanto, no momento em que o Prof. Wagner elogiou-me, saí de dentro do casulo onde me escondia e um sentimento chamado CORAGEM passou a dominar-me. Sempre fui expansiva, mas era com as pessoas próximas, todavia mostrar a cara para todo o BRASIL seria uma decisão difícil, contudo as palavras de incentivo deste, que me é tão querido e de quem nunca me esquecerei, foram definitivas. “Nunca deixe seus escritos no fundo da gaveta”. – ele disse. - Resolvi então seguir adiante e retirei todas as minhas ideias que se amontoavam dentro da memória do computador e imprimi, começando assim a dar vida a um novo sonho; o de mostrar para as pessoas o conteúdo de minha ilimitada memória.
3. O que você sente quando está escrevendo? 
Paz. Sinto-me tranquila. Não me sinto estressada e mais, escrever tornou-se minha terapia.
4. Você irá lançar o seu primeiro romance “Eu, meu pai e os meus outros amores...”. Como foi pra você escrever esse livro? 
Foi a coisa mais gostosa do mundo. Eu sempre gosto de falar de amor. Não me prendo a apenas um gênero. Quando digo amor, digo em todos os sentidos. Amor na vida real e também fantasia.
A ideia de escrever “Eu, meu pai e meus outros amores,” surgiu da necessidade de falar de amor em todas as suas formas, ou pelo menos quase todas. Rsrsr. Queria abordar amor paterno, materno, fraterno o amor por um cara, a primeira transa, o perdão e por aí vai... O livro aborda a primeira transa de forma amena, sutil, deliciosamente sensual e até inocente por parte de Jade, a protagonista; que vê a possibilidade com medo e dúvidas...Além de escritora você exerce outra profissão? Não! Não obstante seja formada para lecionar, não exerço. Quero dizer... Sou dona de casa em tempo quase integral e amo. Adoro cuidar de minha casa, filhos, marido cachorro... Rsrsr
5. Qual a sua expectativa com relação ao lançamento do seu livro? 
Estou na maior expectativa e adoraria que tudo desse certo. Já deu. Eu creio! Já disse e repito escrevo com o coração na ponta dos dedos e a história de Jade foi uma ideia bacana que tive, e quando escrevi fluiu assim tão naturalmente! Espero que as pessoas amem, assim como eu amo.
6. Qual seu livro de cabeceira?
Rsrsrs. Não tenho “um” livro de cabeceira. Tenho muitos. Todos os livros que li de alguma forma mexeram comigo. Na boa! Livros de romance são e sempre serão meus livros de cabeceira, independentemente do gênero, novel ou fantasia.
Qual sua frase preferida?
Uma frase minha: “o verdadeiro amor é aquele que te faz flutuar, que te faz cometer loucuras e não aquele que você acha que é o certo, o óbvio, o seguro. O verdadeiro amor é aquele que não encontra resistência, aquele que te dá saudades que lhe causa arrepios e lhe tira o ar”.
(O verdadeiro amor, por Lilian Reis.)
7. Defina-se em uma palavra. 
Amada.
8. Deixe uma mensagem para os leitores do blog.
“Gostaria de agradecer à oportunidade e o espaço aqui cedidos tão gentilmente”. Adoraria que as pessoas lessem: Eu, meu pai e outros amores..., e, se apaixonassem pela história que contei de forma tão apaixonada. Posso garantir que vão encontrar um pouco de tudo. Escolhi escrever de forma solta, de maneira que as pessoas se identifiquem. Sem formalismo. Usei de humor ao tecer alguns diálogos e coloquei elementos os quais eu também procuro ao escolher um bom romance.
Lilian Reis.
Demais essa entrevista né?!

Livro: Eu, meu pai e os Meus Outros Amores

Oi gente! Hoje trago para vocês um livro que estou "doidinha" para ler; Eu, meu Pai e os Meus Outros Amores da Lilian Reis, Bora conferir a sinopse?


Há coisas na vida que acontecem e a pessoa se revolta, fica com raiva de tudo e de todos, contudo, Jade teve que aprender da maneira mais dura, que o mundinho no qual ela vivia era fútil, uma imensa bola cheia de nada. 

Para Jade, tudo que importava era sua mãe, padrasto e amiga. O pai era um sonho inalcançável, uma figura por quem Jade nutria “sentimentos incompreensíveis”.



Ela acreditava que aquela vida de badalações, academia de dança, luaus, e festas eram tudo de bom, e para o qual valia a pena viver. O resto era descartável. Entretanto, Jade fora inserida “contra sua vontade”, em outro mundo. Um lugar completamente sem valor para ela. As pessoas pouco lhe interessavam e tampouco ela acreditava que eles se interessassem por ela. Para ela, uma garota da cidade grande, o que importava eram as coisas que ela podia fazer e a maneira como se divertia, e amava apenas essas pessoas que eram seu ”tudo”... 



Prepare-se para conhecer o outro lado do mundo de Jade. Uma adolescente quase adulta, que se mostrou rebelde e marrenta. Será que Jade aprenderá com seus erros a ser uma pessoa melhor? 

Estou ansiosa para lê-lo. A venda do livro será a partir de DEZEMBRO (obaaa MELHOOOR mês, já vou pedir para o papito, ou namor me dar de aniver hehehe)



Amanhã trago para vocês uma entrevista suuuper bacana com a autora :D

Por onde andam meus livros?

Oi gente! Hoje eu vou mostrar onde ficam alguns livros. Para quem me conhece, sabe que eu (sofro), não tenho prateleira, nem estante especial para os livros. E então onde eles ficam? Deem uma olhadinha.
Essa é minha mesinha que fica do lado da minha cama, então os primeiros livros são os que eu to lendo.


A famosa gaveta que eu comentei uma vez no Facebook; Tem muita folha, pois tenho TOC, acho que um dia irei usar para dar aula (hahahaha)
Mesinha onde fica o Note e tem duas agendas, o resto é dicionários e livros já lidos (e a bateria do note hahaha)


E aqui as coisas da Faculdade e mais livro; Reparem nos recadinhos na parede; Sofre de esquecimento contínuo.


E vocês tem suas prateleiras lindas e "pomposas"?

E o que eu quero?


Oi gente! Sério nem estou acreditando que logo, logo estaremos em Dezembro (o melhor mês, afinal tem meu niver \o). E como de costume temos aquela velha frase: O que eu quero de Natal? E de aNIVERsário? Pode ser LIVRO (oeee que novidade). Bom vamos aos meus interessados (aceito doações :P).
Um livro em inglês para "descontrair"
Muito bem falado

O queridinho de todos
Gideon Vem que eu quero lhe usar *.*


Bom, eu tenho uma lista quase sem fim, mas os top dos top estão aí; E vocês o que gostariam de ganhar nesse natal?

Meme - Um Pouco Sobre Mim

Oi gente! Hoje vou responder um meme que a queridíssima Laryssa do blog: Literatura: um mundo para poucos me indicou!


As regras pra participar são as seguintes:

-  Escrever onze coisas aleatórias sobre você.
– Responder as onze perguntas que a pessoa lhe mandou e criar onze novas perguntas para as pessoas para quem irá mandar.
– Escolher onze pessoas para repassar esse meme e colocar os links de seus respectivos blogs.
– Avisar os blogs escolhidos.
– Não retorne esse meme para quem te enviou.
– Postar as regras.

AVISO: Indicados no fim da postagem.

11 COISAS ALEATÓRIAS SOBRE MIM

- Sonho em viajar para outro país para aperfeiçoar meu inglês
- Sou muito indecisa
- Estou viciada na série Arrow
- Sou muito possessiva
- Não gosto de mangás
- Adooooro doces
- As pessoas acham "curioso" eu fazer aniversário no dia 29 de dezembro.
- Não gosto de verão
- Não sei o que fazer quando acabar a faculdade
- Detesto filas
- Sou muuuuito ansiosa

1-Como você começou a ler?
Sempre quis ler desde muito pequena, como meu pai é professor, ele até tentou me ensinar a ler, mas n rolou hahaha! Lembro que eu chorava, dizia que era burra por causa disso, mas assim que cheguei na escola, fiz de tudo para começar a ler, achava o máximo, tipo coisa de gente grande (hahaha)

2-Lhe da raiva quando alguém fala mal de você só pelo fato de ler?
Sinceramente não ligo não! Acho até que ninguém falou algo absurdo a respeito.

3-Se o mundo acabasse amanhã, qual livro você faria de tudo para ler hoje?
Complicado! Acho que Loucamente sua.... Saudades de Gideon Cross.

4-Qual o melhor livro, com um clichê obvio, que você já leu?
Comer, rezar e amar está sempre na minha lista TOP.

5-ALGUÉM ESTRAGOU SEU LIVRO PREFERIDO. Qual sua reação?
Graças a Deus não.  Não costumam pedir livros emprestados, mas quando ocorre, dou um breve relatório para cuidar bem hehehehe! Geralmente voltam inteiros.

6-Uma amiga sua quer comprar o mesmo livro que você. Como vocês duas fazem?
Compramos o livro! Só se ela quiser rachar, caso for muito caro. Então uma semana, ou duas para cada uma ler.

7-Você fica com ciúme de um livro que você ama muito e não consegue parar de falar dele, se alguém o lê?
Não! Não tenho esse tipo de ciúmes!

8-O que você acha que fez o número de leitores no brasil, diminuir?
Com certeza as escolas! Muitas bibliotecas não funcionam, ou não estão abertas e olha que existem muitos bibliotecários. , Falta estimular as crianças e jovens a ler. Acredito que a escola é o grande motivador para isso mudar, pois alguns pais não tem acesso a livros bons, pois são caros. Se todos frequentassem a uma biblioteca pública, ou da escola, melhoraria com certeza esse número.

9-Sagas ou livros solo? Por que?
Não tenho preferência. Se o livro terminar naquele suspense, for bom e tiver uma sequência, com certeza irei querer ler...

10-Você acha que um livro com narrador personagem é melhor que um em terceira pessoa?
Depende muito! Mas gosto quando o personagem queeeer falar, mostrar a que veio.

11-Qual foi a situação mais embaraçosa que você já passou por causa de um livro?
No ônibus. Como o ônibus faz muitas voltar até chegar na faculdade, geralmente fico lendo sentadinha, ás vezes começo a rir e as pessoas ficam olhando com umas caras de tipo "do que que ela tá rindo?" , "Parece louca" (coisas do tipo).

Quem quiser fazer fique a vontade! Podem responder a essas perguntas ou essas:
  1. Por que você criou o seu blog?
  2. Você tem algum livro que gostaria que virasse filme? Por que?
  3. Já ficou com raiva do escritor? Por que?
  4. Quais os livros você pretende ler? Por que?
  5. Você tem alguma mania de leitura?
  6. Qual livro você não recomendaria? Por que?
  7. O que a sociedade poderia fazer para melhorar o índice de leitores no Brasil?
  8. Teve algum livro que você julgou pela capa? Qual (is)
  9. Qual seu desejo para o seu blog?
  10. Já pensou em desistir de fazer resenhas? Por que?
  11. O que você deseja para 2013?

E aí o que você está lendo?


Oi gente! Como hoje é quinta véspera de feriado(sério?!), resolvi postar hoje, afinal quem gosta de livros vai se "deliciar" nesse feriadinho \o. E então o que você está lendo? Eu estou lendo Verão Cenas da vida na província de J.M Coetzee, na verdade queria começar a ler minhas últimas comprinhas da feira do livro, mas vou ter que ler esse para a faculdade. Tive que passar ele para "frente"( não sei se é só eu, mas eu faço uma prévia dos próximos livros que irei ler hahaha). Estou no começo da leitura não tenho uma ideia formada ainda, só sei que terei que ler esse livro por ser uma autobiografia, no qual faremos um artigo a respeito desse livro, ou O filho eterno, ou ambos. Nessa cadeira, vimos os conceitos de biografia, autobiografia etc, por isso a leitura, pois segundo a prof, vamos refletir e questionar sobre esses conceitos, OMG!




Essa é a capa do livro; Alguém já leu?

Sinopse
O biógrafo concentra-se nos anos 70, período que precede o reconhecimento literário do jovem John Coetzee, então nos seus trinta anos. Nesse momento de maturação do jovem, vivia-se a plena vigência do 'apartheid', e John Coetzee retornava de uma temporada nos Estados Unidos. John tem de se readaptar ao convívio com a família tradicional, de ascendência africânder, e às desconfianças com relação ao seu comportamento. Verão é composto por uma trilogia é o terceiro livro de Cenas da vida na província, composta também por - Infância' e Juventude'.