Extraordinário


Título: Extraordinário
Autor: R.J Palacio
Ano: 2013
Páginas:320
Tradutor: Rachel Agavino
Oi gente! Hoje quero compartilhar um livro maravilhoso...Vocês sabem aquele livro em que temos dó de terminar? Ou simplesmente quando terminamos abraçamos o livro, literalmente, com aquela nostalgia de “ahhhh acabou”... Foi exatamente assim que ocorreu com este livro!
Sinopse: August Pullman, o Auggie, nasceu com uma síndrome genética cuja sequela é uma severa deformidade facial, que lhe impôs diversas cirurgias e complicações médicas. Por isso ele nunca frequentou uma escola de verdade... até agora. Todo mundo sabe que é difícil ser um aluno novo, mais ainda quando se tem um rosto tão diferente. Prestes a começar o quinto ano em um colégio particular de Nova York, Auggie tem uma missão nada fácil pela frente: convencer os colegas de que, apesar da aparência incomum, ele é um menino igual a todos os outros. Narrado da perspectiva de Auggie e também de seus familiares e amigos, com momentos comoventes e outros descontraídos, Extraordinário consegue captar o impacto que um menino pode causar na vida e no comportamento de todos, família, amigos e comunidade - um impacto forte, comovente e, sem dúvida nenhuma, extraordinariamente positivo, que vai tocar todo tipo de leitor.

Auggie, o personagem principal desta obra, nos conquista desde a primeira página, quando ele começa a se apresentar, nascido com uma doença rara. Trata-se de uma síndrome genética que lhe causou uma séria de deformidade no rosto. Desde muito pequeno, ele teve que ser submetido a várias cirurgias e cuidados médicos extremos. Por este motivo ele nunca frequentou a escola, sua mãe sempre o ensinara, mas ela acha que chegou a hora dele ir a escola, afinal ela não era tão boa em matemática. Além disso, ele não tinha mais nenhuma cirurgia marcada, sendo assim chegou a hora de August Pullman (Auggie) ir para a escola.  
A narrativa deste livro é maravilhosa, perfeita, pois todos os personagens têm a sua “fala”, o seu momento de expor sua opinião sobre Auggie, sobre os acontecimentos da escola e principalmente de como enxergam o personagem principal, seja fisicamente ou psicologicamente.  Os personagens são muito bem construídos e marcantes, fazendo com que o leitor (pelo menos eu) se lembre de algum episódio parecido como os que Auggie sofrera, (Bulling ou qualquer ato de “descriminação” por ser diferente). Falando nisso, eu acho que este livro deveria ser uma leitura obrigatória, principalmente para os alunos de quinta, sexta série, pois sinceramente, eles podem ser CRUÉIS. (Bom, quando eu era mais nova, eu era gordinha e fui motivo de piadinhas, musiquinhas e blablabla... Cheguei um dia em casa chorando por conta disso e minha mãe simplesmente disse: “Não dá bola que isso passa”. Realmente passou, mas só quem sofreu algum tipo de descriminação, sabe o quão difícil é apagar estas coisas. O tempo passou, fui crescendo e por conta de uma catapora, emagreci muito. E lá voltaram os apelidos, musiquinhas e blalabla...) Se eu tivesse lido este livro nessa época (ou ela ter escrito antes né?!), acho que seria muito mais fácil de lidar, pois Auggie nos dá força para enfrentar qualquer “probleminha”.
Nesta bela obra, podemos destacar Olivia, Via, a irmã de Auggie que me fez chorar com suas palavras... No livro, há vários momentos em que ela nos conta sua versão, em como ela enxerga seu irmão, sendo extremamente emocionante! Este livro é daqueles que você lê e não quer mais parar, só quando eu estava na metade para o fim que fiquei com dó de terminá-lo.  
A autora escreveu de forma simples um tema tão delicado de ser tratado. Além disso, é lindo, contém muitas cenas de amizade, respeito, compreensão e principalmente GENTILEZA.

“Vamos criar uma regra de vida... sempre tentar ser um pouco mais gentil que o necessário?”. “Porque não basta ser gentil. Devemos ser mais gentis do que precisamos”. (pag 302).

Recomendo muito este belo, emocionante livro, realmente Auggie me conquistou, ele é EXTRAORDINÁRIO.
(Meu livro favorito de 2013 )

10 comentários:

  1. Oi!
    Estou louca pra ler esse livro, LOUCA *--*
    Gostei da sua resenha.



    Abraços,
    Marinah | Blog Marinah Gattuso

    ResponderExcluir
  2. Oi, Ane.
    Já ouvi falar muito bem desse livro, mas estou com um pé atrás porque estão sendo laçados muitos nessa linha com personagens doentes. Parecem feitos pra emocionar e ganhar leitores Me parece artificial. Mas falam tanto que talvez eu me arrisque. Que bom que você curtiu a leitura. Isso é o que importa.

    Beijos.
    http://navirj.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
  3. Nadia V. Menina, sabe que eu não tinha pensado nisso... Realmente tens razão... Mas este livro DEVE ser vendido, pois o bulling não é fácil não!!!! Beijos flooor! :D

    ResponderExcluir
  4. Ane, comigo também já aconteceu muitas vezes de não querer acabar a leitura de determinados livros devido ao prazer proporcionados por eles, sobretudo na minha juventude, mas isso faz muito tempo. Lembro-me de O Lobo da Estepe e Demian de Herman Hesse; Cem Anos de Solidão de Gabriel Garcia Marques; Sobre Heróis e Tumbas de Ernesto Sabatto; O Grande Gatsby de Francis Scott Gerald; Crime e Castigo de Dostoewski; O Estrangeiro de Albert Camus; Se o Grão Não Morre de André Gide; Vários livros do Erico Verissimo; Os livros realistas de Machado de Assis; os primeiros livros do Caio Fernando de Abreu, alguns livros - sobretudo, os primeiros - de Moacir Sclyar.
    Ah, e o Grande Sertão Veredas de Guimarães Rosa.
    Um abraço. Tenhas uma boa noite.

    ResponderExcluir
  5. OI!
    Estou bem curiosa para ler este livro e depois de ler sua resenha minha vontade aumentou.
    Adoreii sua resenha, o livro parece ser emocionante.

    Bjus

    ResponderExcluir
  6. Ane, dia 30/05 é aniversário do blog. É aniversário do blog, mas, o blogueiro também pode ganhar presente. Então... sabe... né!?
    Extraordinário parece um ótimo livro e eu quero ele.
    Brincadeiras a parte... ótima resenha!
    Beijo

    ResponderExcluir
  7. Oi Ane,
    Olhando pra capa do livro, eu nem desconfiava que ele pudesse ser tão profundo! Fiquei encantada por ele, parece tão fofo!!
    Parabéns pela resenha! *--*
    Beijos,
    Yasmin
    deitadosnagrama.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
  8. Poxa, faz um tempão que eu não vinha aqui, já estava com saudades *--* Fiquei com vontade de ler esse livro, a história é diferente e parece ser daquelas que nos faz pensar na vida.
    Meu blog era o naquelemomentoeujuro.
    Beijos
    barradosno-baile.blogspot.com

    ResponderExcluir
  9. Olá! Esse livro está na minha lista de desejados, só leio resenhas positivas a respeito, parece ser uma história emocionante! Ótima resenha!

    Beijos,Tahis.
    lovesbooksandcupcakes.blogspot.com

    ResponderExcluir
  10. Simplesmente Perfeita a sua resenha ! concordo com tudo ! estou nas ultimas paginas e já estou sofrendo rs mas vou começar "A culpa é das estrelas" acho que não substitui o Auggie mas ... faz parte !

    ResponderExcluir